Entretenimento


Dica de Série: The Good Place

Oláááá

Hoje eu vim para recomendar e falar sobre uma série que se tornou uma das minhas favoritas, The Good Place, eu poderia assistir várias e várias vezes e não perderia em nada a graça, acho que ficou até melhor quando vi novamente!

Bom, eu vou tentar descrever aqui o quanto ela é maravilhosa! É minha primeira dica de série, então relevem ahuahuahuha

The Good Place é uma série de comédia e fantasia, criada por Michael Schur, co-criador de Parks and Recreation e Brooklyn Nine-Nine (ainda falo dessa também ♥) e disponível na Netflix desde de 2017. Tem 04 temporadas no total (a série já acabou infelizmente, eu queria ainda mais!) e episódios mais curtos de uns 22 minutos, o que me levou a maratonar a primeira temporada de uma vez em uma noite!

Eleanor Shellstrop acorda e descobre que morreu e entrou na vida após a morte, e ela é informada por seu mentor Michael que ela está no “lugar bom”, por conta de tudo de bom que ela fez durante toda sua vida na terra. Imediatamente ela percebe que um erro foi cometido, pois pensam que ela é outra pessoa com o mesmo nome. Com medo de ir para o lugar ruim, ela primeiro não fala nada, e alterações estranhas passam a acontecer. Depois pedindo a ajuda de Chidi Anagonye, ela quer poder conquistar o direito de ficar no lugar bom, se tornando uma pessoa melhor. Mas logo ela descobre que pode não ser o único erro cometido por lá.

O primeiro trailer que eu vi da série já me instigou muito! Acho que adicionei à minha lista na mesma hora e logo no fim de semana já comecei a ver.

Trailer Legendado

O detalhe de não poder xingar no Lugar Bom é algo que me faz rir SEMPRE.

O elenco é maravilhoso, eu já achava a Kristen Bell muito engraçada e carismática e ela esta perfeita como Eleanor, Ted Danson como o mentor e guia desse mundo novo também não poderia ser melhor, William Jackson Harper (Chidi), Jameela Jamil (Tahani) e  Manny Jacinto (Jianyu Li) também trazem tudo aos seus personagens e a interação entre eles é outra coisa que me chamou atenção no seriado. Um ponto realmente que se destaca e precisava falar é a D’Arcy Carden como Janet, que é uma assistente da vizinhança/ser do pós vida, quase que uma robô sabe tudo que está sempre pronta para ajudar os humanos que chegam ao lugar bom, ela está excelente e é uma das minhas personagens favoritas, não tem como não amar.

A temática do pós-vida, de ir para o lugar bom ou o lugar ruim e os porquês é algo que prende bastante, traz regras e reflexões muito legais, o tipo de série que você ri junto e depois ainda pensa na mensagem que trouxe.

Os conflitos internos e externos dos personagens levam a história com naturalidade e mantém a individualidade das suas personalidades, tanto as boas quanto as ruins.

À medida que a trama cresce e vamos acompanhando e aprendendo mais sobre esse mundo, vamos nos apegando aos personagens e aos destinos deles. O desenvolvimento deles ao longo não só da primeira temporada, como de todas, é algo que eu achei muito bem trabalhado.

O que eu mais amei nessa série, além de ser engraçada e dos personagens que são super bem construídos e desenvolvidos (eu valorizo muito isso nas séries e filmes que vejo), é o quanto é leve e gostosa de ver. Em todos os episódios, me deixava com uma sensação tão boa e de felicidade. Me apaixonei pelo clima da série desde o primeiro episódio.

Tentei falar o possível que podia sem trazer nenhum spoiler. Espero que assistam e se apaixonem por ela também. E que me contem o que acharam! :)

Beijos e até mais ♥


Resenha do filme Divertida Mente! 21

Entertainment Icon

Olááá!

Hoje o post é um pouquinho diferente! Faz tempo que queria trazer resenhas de filmes e recomendações de séries! Ainda não sei como vou nomear essa postagem… Se alguém tiver alguma sugestão deixa nos comentários! :D

Vamos ao post!

Fui ao cinema domingo passado para finalmente ver Divertida Mente! Eu estava querendo muuiiito assistir! E a sessão já começou bem!

Como é comum de acontecer em filmes da Pixar, houve a apresentação de um curta antes do filme começar. O nome do curta: Lava!

Disney-Pixar-LAVA-poster

 

 

É uma história liiinda! Minha amiga até achou que eu fosse chorar (porque eu sou dessas haha), mas é tão linda e tão fofa que não deu nem tempo!

Tentando não estragar pra ninguém… Apresenta a história de uma ilha solitária, mais especificamente um vulcão que é o centro dessa ilha, onde várias e várias espécies encontram seus pares, o que traz à tona a solidão dele. Não desistindo do seu sonho, ele canta, com esperança de que um dia ele também encontrará o amor ♥ Não vou falar mais nada da história! Assistam! Vale muito a pena!

Pixar-Lava-670

 

E colocando a história à parte, é tudo TÃO lindo, incrível e detalhado, que só assistir tudo se desenrolar na tela do cinema já valeria a pena!

Agora vamos ao principal filme desse post!

filme1804_cp

O filme traz a história de Riley, uma divertida garota de 11 anos que acabou de mudar de sua cidade natal (no estado de Minnesota) para morar em São Francisco por causa do emprego do pai. Dentro do cérebro de Riley, convivem cinco emoções na Sala de Controle: a Tristeza, a Nojinho, o Medo, o Raiva e Alegria, que é a líder deles. A Alegria sempre usa todo seu entusiasmo para poder fazer com que Riley esteja sempre feliz independente de quanto as coisas mudem em sua vida.

Porém depois de uma confusão, a Alegria e a Tristeza acabam sendo mandadas pra bem longe da sala de controle e precisam fazer o possível para voltar, percorrendo um longo caminho em um labirinto que tem fora da sala de controle. E enquanto isso a vida de Riley continua… Com o Raiva, o Medo e a Nojinho no controle!

As emoções! Raiva, Medo, Alegria, Nojinho e Tristeza!

As emoções! Raiva, Medo, Alegria, Nojinho e Tristeza!

Na versão nacional a Miá Mello é a Alegria, a Katiuscia Canoro é a Tristeza, a Dani Calabresa é a Nojinho, o Léo Jaime é o Raiva e o Otaviano Costa é o Medo. E eles fazem um ótimo trabalho em seus respectivos papéis! Achei que o título ficou muito bom também, mesmo não sendo exatamente igual o americano, que é originalmente ‘Inside Out’, algo que poderíamos traduzir livremente como ‘De dentro pra fora’, Divertida Mente encaixa bem.

O filme é ótimo! E já aviso que vou tentar falar no geral pra não atrapalhar ninguém que queira ver… A história nos leva a vários lugares fantásticos e nos apresenta o Trem do Pensamento, as Ilhas da Personalidade, o Estúdio dos Sonhos e taanta coisa liinda :D

Isso sem falar na mensagem que o filme passa, que é a, na minha opinião, sensacional! Vontade de ficar divagando sobre a mensagem, a criatividade, o valor de cada emoção e as coisas o que entendi no filme não me falta, mas vocês terão que assistir pra descobrir!

Deu pra perceber que eu amei?? haha

E aí? Se empolgaram pra ver o filme?

Até o próximo post!

Beeijos

Ana Souza